O que acontece com a agroindústria nesse novo cenário da Pandemia?

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A pandemia de Covid-19 que assola o planeta teve, e continua tendo, grandes impactos nas economias mundiais. Essa crise não trata apenas de saúde, mas também de economia, acesso à educação e, principalmente, acesso à alimentação básica por toda a população.

É aí que entra o papel fundamental da agroindústria neste cenário da pandemia. O setor também sofre consequências com a crise, mas existem várias oportunidades de crescimento que vão sendo descobertas junto com os enfrentamentos e soluções para lidar com os principais problemas da pandemia de Covid-19 ao redor do mundo e no Brasil.

Sendo uma grande parte do PIB Brasileiro, representando uma parcela de 21,4% na economia nacional, o agronegócio é um setor essencial. O Brasil é um dos grandes produtores mundiais, incluindo toda a variedade de alimentos e até mesmo produtos que abastecem outros setores da cadeia industrial como farmacêuticos, têxtil, entre outros. 

Durante a pandemia, esse setor se vê afetado de diferentes maneiras, como citamos a seguir.

Os principais reflexos na agroindústria no cenário da pandemia

Vários são os efeitos da pandemia no setor da agroindústria brasileira. Um deles é a grande mudança comportamental dos consumidores que, ao ter que ficar mais tempo em casa, passam a cozinhar mais, comprando alimentos frescos em vez de consumi-los em restaurantes.

Ao mesmo tempo, há uma crise econômica e empregatícia em todo o Brasil que faz com que as pessoas tenham menos poder de compra, o que é ainda mais agravado pela inflação nos preços de alimentos básicos. Pelo lado dos próprios produtores rurais, estes se viram afetados com o fechamento de mercados e feiras livres no começo da pandemia. Isso fez com que não houvesse espaços para venda dos alimentos produzidos, gerando uma dificuldade para o escoamento da produção. Como consequência, houve um grande volume de perda de produtos no início da crise, o que afetou o bolso de muitas famílias agricultoras em todas as regiões do país.         

Quanto à capacidade de produção da agroindústria, esta não tem sido muito afetada pelo cenário da pandemia. A agroindústria brasileira é parte do “global food trade game”, e está inserida também no mercado internacional de exportações. Graças a isso, as grandes agroindústrias puderam manter um nível de demanda e enfrentar a crise sanitária com uma visão mais otimista.          

Outro problema que surgiu foi a contaminação pelo Covid-19 de trabalhadores em plantas de processamento de alimentos. Isso desvendou falhas no sistema de segurança dos colaboradores que, mesmo tendo que usar equipamentos e respeitar normativas sanitárias, acabaram sendo infectados.

Esse cenário já vem mudando há alguns meses. O setor se viu desafiado a implementar medidas e inovações para aumentar a produtividade de maneira sustentável, e encontrar novas maneiras de chegar ao consumidor final devido às restrições do isolamento social. Frente a isso, é possível identificar novas oportunidades para o agronegócio em um cenário pandêmico e de pós-pandemia.

As oportunidades para a agroindústria na pós-pandemia

Mesmo com todas as consequências da pandemia do Covid-19 no setor agroindustrial, ainda existe razão para sermos otimistas. O início da pandemia foi de muitas incertezas, mas a agroindústria brasileira tem apresentado muita força mesmo nas situações mais adversas, mostrando a grande capacidade do país para manter a produtividade e levar alimento às mesas das famílias brasileiras e de todo o mundo.  

No cenário pós-pandêmico, existem algumas oportunidades que podem ser exploradas para aumentar ainda mais a produtividade no campo, e também facilitar o acesso dos consumidores a alimentos mais saudáveis e frescos.           

Uma das principais oportunidades é a inserção da tecnologia nas propriedades rurais. Desde máquinas e equipamentos mais tecnológicos que facilitam os processos produtivos, até o uso da Internet para criar uma nova maneira de escoar a produção diretamente até os consumidores finais. Essa última situação é um dos efeitos da pandemia na agroindústria que mais tem crescido, já que os próprios consumidores estão preferindo comprar online do que ir a mercados e feiras em busca de produtos agrícolas.           

Um grande exemplo do que citamos acima é o uso de redes sociais para oferecer caixas de produtos com preços fixos, como variedade de frutas e verduras, kits de legumes, ou até mesmo produtos manufaturados como derivados do leite, mermeladas, entre outros. Com isso, é mais fácil vender online e a entrega dos pedidos pode ser organizada de diferentes formas, como combinar um ponto de retirada ou até mesmo enviar direto até a casa dos clientes.

A busca por alimentos e produtos cada vez mais saudáveis e sustentáveis também é uma grande oportunidade para o desenvolvimento da agroindústria nesse sentido. A oportunidade e o desafio da vez é aumentar os níveis de produtividade sem precisar aumentar as áreas de cultivo nem o uso de recursos caros no processo. Com isso todos acabam ganhando, pois uma produção mais sustentável se reflete em maior lucro para as famílias produtoras e em produtos de melhor qualidade nas mesas dos consumidores.           

Também existe uma necessidade e oportunidade de fortalecer redes cooperativas entre produtores rurais, centrais de associações produtivas e redes de comercialização da agricultura familiar. Com esse tipo de apoio e suporte, é possível incentivar principalmente os pequenos e médios produtores, entregando ferramentas para que eles possam seguir a sua produção e manter a tradição da família no campo.           

Quanto ao problema sanitário que algumas plantas de processamento enfrentam na pandemia, é também uma oportunidade de criar normativas mais rígidas e eficientes. Com novos procedimentos e rotinas, é possível garantir não só a produção de alimentos mais saudáveis e livres de contaminação, mas também a segurança das pessoas envolvidas em cada um dos processos.       

Ou seja, muitas das mudanças que surgiram na agroindústria no cenário da pandemia vieram para ficar. A integração do campo com a tecnologia do mundo online pode ser um grande impulso para a implementação de novas soluções tanto na produção quanto na venda dos produtos. Já a necessidade de melhorar cada vez mais os controles sanitários é uma chance de aumentar a qualidade dos alimentos e ganhar ainda mais a confiança dos consumidores nos produtos agrícolas.

Conclusão

O agronegócio não parou frente ao cenário da pandemia, mas houve impactos que exigiram reinvenção e agilidade para solucionar desafios. É por isso que quando as restrições impostas por essa doença terminarem, a realidade no campo será outra. Com ferramentas mais modernas, ganhos em produtividade e soluções mais diversas sendo implementadas nos diferentes processos produtivos no campo, a agroindústria brasileira seguirá sendo uma das mais importantes do mundo frente a qualquer situação.

Gostou do artigo? Compartilhe esse conteúdo com seus amigos e colegas produtores rurais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Assine a newsletter

Fique por dentro das novidades.

O que você está buscando?