Pasteurização: lenta x rápida

Compartilhe

A pasteurização do leite é definida como o tratamento térmico aplicado ao leite com objetivo de evitar perigos à saúde pública decorrentes de micro-organismos patogênicos eventualmente presentes, e que promove mínimas modificações químicas, físicas, sensoriais e nutricionais (Art. 225, Decreto Nº 9013, 29 de março de 2017).A pasteurização pode ser realizada de duas formas: pasteurização rápida ou lenta, os dois processos são eficientes e apresentam alguns diferenciais, especialmente no que se refere ao tempo e tipo de equipamento utilizado. A seguir estão listados os diferenciais:

Pasteurização Lenta

 

Pasteurização Rápida

 

Aquecimento do leite entre 62ºC (sessenta e dois graus Celsius) e 65ºC (sessenta e cinco graus Celsius) após esse período deve permanecer em repouso por trinta minutos com agitação mecânica lenta; Aquecimento do leite em placas entre 72ºC (setenta e dois graus Celsius) e 75ºC pelo período de dezesseis a trinta segundos;

 

Processo Lento; 3 a 4 horas;

 

Processo rápido: realizado em 1 hora, agilidade;
Tanque cilíndrico construído em aço inox, com camisa tripla (isolamento térmico e circulação de água), agitador elétrico, controlador de temperatura digital; registro para escoamento de líquidos 2”, lira para corte da massa de queijo, tampas bipartidas desmontáveis;

 

Pasteurizador a placas construído em aço inox placas corrugadas para circular o liquido, com torres para a realização do processo de pasteurização; Painel de comando com válvula eletrônica, para desvio de fluxo; Termostato elétrico digital; Tubo retardador; Termoregistrador de temperatura;

 

O aquecimento pode ser por resistência elétrica, serpentina para circulação de vapor ou circulação de água em circuito fechado;

 

Sistema de aquecimento que pode ser elétrico ou por aquecimento a vapor, bombas para circulação de água;

 

A refrigeração do produto pode ser realizada pela: circulação de água gelada (utilizando banca de gelo), circulação de água à temperatura ambiente (somente para produção de queijos) e por unidade de frio. Tanque banca de gelo para baixar a temperatura do leite pasteurizado para em seguida ser embalado.

 

Indicado para produções menores, até 1000l/dia;

 

Indicado para produções maiores de 1000 litros/dia;
Custo Benefício, pois, o pasteurizador pode ser usado como tanque para fabricação de queijos, iogurte, bebida láctea.

 

Rapidez no processo de pasteurização e de produção dos produtos.

Para que os processos tenham a eficiência desejada é fundamental o uso dos equipamentos específicos com os componentes necessários, como controle automático de temperatura, registradores de temperatura, termômetros e outros que venham a ser considerados necessários para o controle técnico e sanitário da operação.

A Suck Milk fabrica as máquinas e equipamentos para a Pasteurização do Leite, tanto para ser embalado como para ser transformado em queijos e derivados, além de oferecer suporte para a definição do projeto até aquisição dos equipamentos, instalação e operação.

Contar com este apoio é fundamental para um projeto de sucesso! Contate um de nossos consultores!

5 respostas

    1. Olá Sr. Ingo, tudo bem?
      Você quer pasteurizar e embalar o leite?
      Me passa seu contato de telefone, assim conversamos e eu consigo te ajudar com o equipamento mais adequado, temos algumas opções diferenciadas para a pasteurização lenta.

  1. Olá
    Gostaria de mais informações sobre equipamentos de pasteurização lenta até 1000 litros dia

  2. Gostaria de saber mais informações sobre os equipamentos de pasteurização tipos tamanhos,preços etc.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Assine a newsletter

Fique por dentro das novidades.

Assine a newsletter

Fique por dentro das novidades.

O que você está buscando?